top of page
Âncora 1

Puxadores de móveis: portas e gavetas

Uma lista de tipos de puxadores utilizados em mobiliário, portas, gavetas, caixas, camas... Eles são necessários para puxar objetos embutidos e encaixados. Até porque, para empurrar, não é necessário nada, não é mesmo?

Nesta página estarei listando vantagens e desvantagens, para te ajudar a escolher e pensar a sua casa e seus móveis! 

Temos certeza de que alguns você nunca viu, e outros, supunha serem inviáveis ou fora do seu orçamento (mas são viáveis!), e muitos outros, novos e antigos.

Um conselho de arquiteto marceneiro, com mais de 3 décadas de estrada: não se iluda com aparências. Às vezes, o simples e o tradicional funcionam melhor que algumas grandes "novidades"...

hand.jpg

PUXADORES GOLA

Poucas pessoas utilizam esse nome..., na verdade, quase ninguém sabe que eles têm nome! Geralmente são chamados só de "perfil puxador" ou de "embutidos". São os mais utilizados.​

Atenção: existem várias marcas e espessuras, dimensões e acabamentos.

Vantagens:

• Ficam embutidos.

• São a prova de água e por isso adequados a cozinhas e banheiros, onde com frequência, são manuseados por mãos molhadas.

• Custo baixo a moderado, havendo, entretanto linhas de alto padrão e custo um pouco mais elevado.

• Os de marcas boas são resistentes, duráveis, podem ser substituídos (em caso raro) por serem de linha constante. Os de marca popular, são de ferro pintado ou de alumínio muito finos.

• Possui disponibilidade em diversas cores atualmente, em alumínio anodizado ou em pintura eletrostática. Nesses casos, por terem o miolo "alumínio natural", devem receber tampinha nas pontas, para melhorar o visual - mas funcionam sem.

• Os acabamento de ponta são uteis e acabam reduzindo riscos de arranhões ou rasgos em roupas caso a roupa enrosque neles (raro, mas possível)

• Para portas de correr apoiadas, auxiliam para que as portas não empenem, na vertical - comum no caso de rodízios fora de centro, possível se for utilizada chapa de baixa qualidade.

Desvantagens:

• Não é bem uma desvantagem. É mais uma questão cultural: por serem de grande utilização, acabaram tornando-se muito conhecidos e tratados como "comuns demais". Porém, além de haver linhas mais sofisticadas com o mesmo princípio (perfil extrudado no formato de um numero 2) há também muitas cores disponíveis. Portanto, o que pode ser um "contra", é na verdade apenas um desencontro de época: em breve será considerado tradicional ou retrô, e terá seu devido valor, como tudo que funciona muito bem e permanece. É meu preferido - pois é o que funciona melhor em termos de grip e outros fatores.

PUXADORES CHAPA PASSANTE MINIMALISTA

São feitos na verdade, sem puxador. A peça, porta ou gaveta, deve passar de 1 a 3 milimetros no mínimo, para ser suficiente para a pega, seja por cima ou por baixo. Na prática, por cima, se for porta comum com dobradiças gola, (quase) não é necessário puxador! Apenas o contato da mão com o topo da porta a abrirá, se não tiver mola forte. Mas as dobradiças caneco boas tem boa pressão, e por isso, é necessário, se for rente, uma pequena cava sutil. Se for por baixo, não havendo problema passar alguns milimetros, não precisa de cava, e o topo pode ser reto.

 

Vantagens

 

• Conceito puro, minimalista de verdade, menor custo,

• Visual limpo e sem ruídos,

• Prático, essencial, modesto

• Absolutamente durável

• Pode ser combinado com outros puxadores, já que é neutro e silencioso, em termos de linguagem.

 

Desvantagens

 

• Não recomendado para áreas molhadas

• Requer projeto pensado para que funcione bem e de forma bela

• Não se aplica a todas as situações nos móveis, gavetas, portas e elementos de puxar.  Mas pode ser combinado com outros formatos de puxador, entretanto, sempre tende a uma linguagem contemporânea, por ser reto. Mas isso é administrável.

PUXADORES COMPOSITE

Podem ser construídos a partir de MDF ou de Fita de PVC apenas, ou madeira maciça, ou até mesmo serem pintados em epóxi. A peça pintada deverá então ser encaixada e fixada no local.

​Atualmente, podem ser feitos até em CNC, impressora 3D, formas, resina, poliéster, etc. Nesta categoria, que pode incluir cavas aba, simples e recuados, retos, e outros, o critério é a combinação de diversos materiais gerando efeitos visuais interessantes.

Vantagens:

​• São lindíssimos.

• Confortáveis.

• Exclusivas.

• Se em MDF ou fita larga em PVC - os mais comuns - podem ser combinadas com uma infinidade de cores ou madeirados, independentemente da chapa base.

• Se em madeira maciça, como toda peça assim, traz nobreza ao móvel e valoriza o espaço.

 

Desvantagens:

​• Execução eventualmente um pouco mais desafiadora, tomando um pouco de tempo, deve ser incluso no orçamento, caso em MDF combinado com MDF.

PUXADORES CAVA SIMPLES

São também muito utilizados em marcenaria de baixo padrão.

Executados sob medida, em recortes no próprio material do móvel, no caso, MDF Dupla Face, filetado com fitas de PVC na cor da chapa. O mesmo modelo pode ser pintado em PU ou Epóxi, alterando o valor. São chanfrados apenas por dentro, deixando a ponta em faca ou com alguns poucos milímetros retos, reduzindo a quina - mas deixando espaço frágil para fitas com pouca área de colagem. O ideal é corte reto faca, lixado para tirar as quinas.

Vantagens:

• Ficam embutidos.

• Custo baixo a moderado.

• Podem ser construídos na cor da chapa, ficando homogêneos, ou combinações de cores.

• São considerados de alto padrão por muitas pessoas.

• São muito bonitos, de fato.

• Podem ser chamados de minimalista, e fornecem um ambiente visualmente clean.

• Simulam o material recortado chanfrado como se fosse maciço, nas mesmas cores dos topos em geral (fitas de bordo).

Desvantagens:

• A quina, ideal, é a em faca bem lixada. Mas isso aproxima o miolo do MDF do contato, então em áreas molhadas, é absolutamente não recomendado, pois vai estufar um dia e ficar feio. A não ser que você dê muita sorte, ou que a quina seja mais viva e pouco lixada. Ou que nunca encoste nada molhado para garantir vida eterna ao puxador.

 

• Obrigam a posicionamento de barra entre gavetas e não permite cava vertical entre duas portas do mesmo vão, sem ter uma aba atrás. Ou seja, se tiver uma aba mesmo que seja em uma das portas (solução ligeiramente gambiarra) fica deselegante, pois a aba será enorme.

• São considerados de alto padrão por muitas pessoas, mas, na verdade é um padrão "onça pobre".